CINEMA 

( actriz ) 

2018

Hálito Azul  de Rodrigo Areias - BANDO À PARTE 

2015 

 

 

Sobre el Cielo  de Jorge Quintela – BANDO À PARTE 

 

ORNAMENTO E CRIME de Rodrigo Areias  - BANDO À PARTE ( Longa )

 

Correspondência de Rita Azevedo Gomes (pós produção) - C.R.I.M  ( Longa )

 

 

2012

 

Checkpoint Sunset de Pedro Ludgero 

 

Quem te pôs a mão de Jorge Quintela - EXPERIMENTAL JET SET 2012

 

Ao Lobo da Madragoa de Pedro Bastos - BANDO À PARTE

 

O Facínora  de Paulo Abreu - BANDO À PARTE

 

Vazante de Pedro Flores - Persona Non Grata Pictures 

 

Cinesapiens de Edgar Pêra; Just in time de Peter Greenaway -  Fundação Guimarães Capital Europeia da Cultura

 

 

2011

 

O Amor é a Solução para a Falta de Argumento  de Jorge Quintela -  BANDO À PARTE

 

Até ao Mar  de João Brochado -  CIMBALINO

 

Temperar a Gosto  de Susana Neves

 

2009

 

 O Coveiro de André Gil Mata

O Facínora de Paulo Abreu

O amor é a solução para a falta de

argumento de Jorge Quintela

Ao Lobo da Madragoa de Pedro Bastos

Ornamento e Crime de Rodrigo Areias
Sobre el Cielo de Jorge Quintela

 

 

Cinema

( direcção de casting/actores )

 

2016

 

O DIA EM QUE EXPLODIU MABATA BATA de Sol de Carvalho - PROMARTE-BANDO À PARTE, Moçambique.

 

2010

 

Ilha do sal, argumento e realização de Pedro Flores, co-produção Bando à Parte.

 

2011

 

Vazante, argumento e realização de Pedro Flores, produtora Persona Non Grata Pictures. 

 

2013

 

De onde os pássaros vêem a cidade, argumento de Aitor Saraiba, realização de André Tentugal, produtora Cimbalino Filmes.

 

2014

 

Vídeo Clube, argumento e realização de Ana Almeida, produtora Anexo82.

 

2015

 

Vestido verde, Incógnita PAP- Prova de Aptidão Profissional, da ACE, Escola de Artes, 2015, co-realização com Jorge Quintela

 

 

Teatro

( actriz )

2018 - Teatro Nova Europa - A chegada do comboio à cidade - Teatro Carlos Alberto, Porto

 

2017 

Criação/Encenação:​ ÁLBUM DE FAMÍLIA ( 2º parte ) - Festivais Gil Vicente - Teatro Oficina - Centro Cultural Vila Flor 

2015

 

Dos Mundos Interiores, encenação e texto de Luis Mestre, Teatro Nova Europa, Mosteiro São Bento da Vitória, Teatro Nacional São João, Porto.

 

2014

 

Na Rua, Companhia Útero, encenação de Miguel Moreira, textos de José Luís Peixoto, Festa de Outono, Serralves, Porto.

 

Rei Lear de William Shakespeare, Produção do Teatro Oficina, encenação de Marcos Barbosa, tradução de Fernando Villas Boas – Black Box Fábrica ASA Guimarães. ( reposição )

 

Teatro para bebés, encenação Joana Magalhães, companhia Teatro a quatro, Porto, Matosinhos.

 

 

2013

 

Rei Lear de William Shakespeare, Produção do Teatro Oficina, encenação de Marcos Barbosa, tradução de Fernando Villas Boas – Black Box Fábrica ASA Guimarães.

 

Na Rua, Companhia Útero, encenação de Miguel Moreira, textos de José Luís Peixoto, Ovar.

 

El Dorado, encenação de Joana Morães, companhia Musgo. ( reposição ) Edificio AXA, Porto

 

 

2012

 

Banquete de Plutão, Projecto Síncope de Marta Bernardes, com a comunidade da Sé do Porto, Manobras no Porto.

 

 

2011  

 

Hedda Gabler de Henrik Ibsen, encenação de Rodrigo Santos, Fábrica Social Rodrigues de Freitas, produção Costas em Dia - Porto

 

Iremos curar-te pelo excesso, de Micael Oliveira, encenação Luís Mestre, Estúdio Zero, produção Teatro Nova Europa, Porto.

 

Teleganza, de Jorge Louraço, encenação António Durães, Estúdio Zero, produção Teatro Nova Europa, Porto.

 

Cem lamentos, texto de Marta Freitas, encenação de Ana Luena, Fábrica Social, Espaço Teatro Bruto, projecto da companhia Tenda de Saias apoiado pela DGARTES, Porto.

 

2010

 

O Negativo da Voz, a partir da Voz Humana de Jean Cocteau, encenação de Rodrigo Santos, companhia Chão Concreto, Porto.

 

A janela, texto e encenação de Nuno Preto, Teatro Latino, companhia O Mau Artista, Porto.

 

O Escadote, texto de Jaime Salazar Sampaio, encenação de Tânia Dinis e Xana Miranda, companhia Tenda de Saias, Teatro Latino, Porto.

 

2009

 

Terminal 5, encenação de Nuno Preto, encomendado pela Unicer e Fundação Serralves para a entrega do prémio nacional de industrias criativas na Estação do Rossio, Lisboa. 

 

Ler-te ao perto, texto e encenação de Susana Madeira, projecto integrado no Instituto da Biblioteca e do Livro, companhia Pele, Porto.

 

2008/9

 

Preto às cores, texto e encenação do colectivo da companhia Pele, projecto integrado no Instituto da Biblioteca e do Livro, companhia Pele, Porto.

 

Começo de um dia de verão muito bonito, texto de Daniil Harms, encenação Nuno Preto. Companhia O Mau Artista, Fábrica da Rua da Alegria, Porto.

 

O teatro é liiiiindo, texto e encenação de Nuno Preto, companhia O Mau Artista Auditório Miguel Franco, Leiria.

 

Eva à L’orange, texto de Sandra Barros, encenação de Inês Vicente, companhia Tenda de Saias, Teatro Latino, Porto.

 

Confissões de um carrasco na hora de ir para a cama, texto e encenação de Nuno Preto, companhia O Mau Artista

 

Vertigem, texto e encenação José Nunes, Teatro Carlos Alberto no Festival 30 POR NOITE, Porto.

 

 

2007

 

Por tudo e Por Nada, texto de  Nathalie Saraute, encenação Diogo Dória, Teatro Helena Sá e Costa, Porto.

 

Sete contra Tebas, texto de Esquilo, encenação de Diogo Dória, Culturgest e Festival de Teatro de Almada, Lisboa.

 

 

2006

 

A Tua Mão na Minha, de Carol Rocamora, leitura encenada por  Nuno Carinhas, Teatro Carlos Alberto, Porto

XaTa Poesia Teatral

 

O XaTa – Projecto de Poesia Teatral, surge em 2008. O princípio foi fazer um espectáculo itinerante, em que a poesia fosse o mote, mas também a sabedoria popular, os trava-línguas e provérbios, resultando assim, não num recital convencional de poesia, mas antes numa mostra poética intensa e cheia de sentido de humor, onde todos os espectáculos são diferentes, seja pelos temas ou pelo alinhamento. Tem também, sob o mesmo princípio o XaTa Infantil com vários espectáculos, dedicado a crianças em idade pré-escolar e do 1º ciclo.

O XaTa é composto por textos de Pedro Bastos, escritor/poeta Vimaranense com quem colaboramos desde 2011. Propomos uma viagem, um espectáculo de in(ter)venção, onde se dá destaque a Zeca Afonso, José Mário Branco, Mário Viegas, entre outros, mas onde não esquecemos a sabedoria popular e os almanaques do Porto, imagem de marca do projecto. Manual para uma pequena nova burguesia é o livro de pequeno formato, original de Pedro Bastos, que contém as noções de ciência e política e também de arte, com indicações úteis, instruções sobre os nossos dias, a nossa sociedade, o nosso tempo, enfim, a contemporaneidade. Para rir e reflectir, de fácil manuseamento, é aconselhado a todos os que ainda se indignam com as coisas do país.

Propomos um espectáculo desconcertante e provocatório e mais não dizemos!

PIM!

Uma criação de Tania Dinis e Xana Mranda

40'

Prometo pagar com o meu suor

as cenouras para os coelhos

Prometo fazer em pó

o leite dos meus testículos

Serei sempre um bom escravo.

Pedro Bastos

"U-PICK" Mirtilos – Amarante; Árvore - Cooperativa de Actividades Artísticas, CRL- Palco das Virtudes – Porto, Flea Market - Oliveira de Frades,  Corrente Alterna - Mostra de Criações Incógnitas - Teatro Carlos Alberto (TNSJ ) – Porto,  Guimarães NOC NOC 3, Dar à Sola, Porto, Tombola Show - Maus Hábitos, Porto 2013, Guimarães Noc Noc, Guimarães 2012, CEC,  CAAA - Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães 2012, Manobras no Porto, 2012, Festival - Poesia Está na Rua, Santo Tirso , 2012, Estórias de Jardim- XaTa Infantil - Santo Tirso 2012 ( Projecto Financiado pelo ON.2 - Programa Operacional Regional do Norte numa iniciativa da Câmara Municipal de Santo Tirso ), Guimarães Yé Yé - Associação Ó da Casa, Guimarães 2012, Guimarães NOc Noc 2011,  Jardim de Estórias - XaTa Infantil - Santo Tirso 2011 ( Projecto Financiado pelo ON.2 - Programa Operacional Regional do Norte numa iniciativa da Câmara Municipal de Santo Tirso ).

Formação

 

2008 até actualidade...

 

Actriz e formadora de teatro na Team Work Consultores

 

 

2015

 

Professora de interpretação na Escola Profissional de teatro do Externato Delfim Ferreira, Riba D'Ave 

 

Co-realizou com Jorge Quintela a curta metragem Vestido verde, Incógnita PAP- Prova de Aptidão Profissional, da ACE, Escola de Artes, 2015.

 

 

2011-2012

 

Integrou o projecto como colaboradora e formadora de teatro SÍNCOPE , uma criação de Marta Bernardes, Maús Hábitos e Manobras no Porto com a comunidade juvenil do bairro da Sé no Porto.

 

Carochinha, projecto performático para 1º Ciclo apoiado pela editora Gailivro, Vila Nova de Gaia. Uma criação de Joana Figueira.

 

 

2011-2013

 

Professora de teatro no Externato Delfim Ferreira de Riba D'Ave no programa de actividades NAC. ( 1º,2º ciclo ). ( actividades extracurriculares)

 

 

2010

 

Formação para Citroen e Peugeot pelo Eurogroup consulting. 

 

Professora e monitora de teatro na Associação - Somos Nós – Integração de jovens com deficiência. 

 

Professora na escola do 1º ciclo da Pasteleira no Porto no projecto Projecto Porto de crianças; ( actividades extracurriculares)

 

 

2008-2014

 

Professora de interpretação na escola Valentim de Carvalho, Porto;

 

 

2008/2010 

 

Colaborou com a PELE Associação Social e Cultural e o NTO – Núcleo de Teatro do Oprimido do Porto;

 

 

 

2007

 

Trabalhou no Museu do Carro Eléctrico em parceria com Susana Madeira com animações nas visitas escolares ao museu; 

 

Professora de expressão dramática no agrupamento de escolas de Ramalde, Porto; ( actividades extracurriculares)

 

 

2006

 

Acompanhou o início do ano lectivo do Primeiro Ciclo da Escola das Condominhas Nº35, com aulas de expressão Dramática e Plástica; ( actividades extracurriculares)

 

 

Colaborou em dramatizações de contos para a infância com a companhia Comédias do Minho, com David Santos e textos de Marta Freitas, Paredes de Coura;

 

 

Realizou e desenvolveu várias formações e workshops de trabalho de actor e construção de personagem, com instituições e escolas.

 

 

 

 

 

Eu sou um título. Clique duas vezes para editar

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now